quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Cristus Rex et Redemptor Mundi


A solução para este mundo que está cheio de crises financeiras, terrorismos, violência doméstica, abandono por parte dos poderes públicos, está em haver uma grande revolução. Para mudar é preciso haver uma completa destruição do sistema político, econômico e social vigentes, não podemos deixar restar nenhum resquício da cultura vigente a fim de obtermos um mundo onde reine a paz.
Alguns entendem que essa destruição se dará por meio das armas, da guerra, ou mesmo das leis. Mas o mundo já vive em constantes guerras, e nenhuma delas melhorou a situação; já houve uma Declaração dos Direitos Humanos e não muita coisa melhorou. Foram impostos governos, leis e religiões, mas nada disso trouxe a paz, a harmonia para humanidade, ao contrário, os governos que lutaram contra tirania viraram tiranos (Líbia, Cuba), as nações de constituições democráticas vivem cheias de problemas internos (EEUU, Brasil, toa América Latina), as religiões só trouxeram mais crises (Afeganistão, Israel, Irlanda). Mas ainda assim, volto a dizer, é preciso uma revolução destruidora para mudar o mundo.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Educação cibernética


A bola da vez da educação antenada com os avanços da informática é a Educação à Distância (EAD). Embora esse tipo de educação seja anterior à popularização da informática e até mesmo ao surgimento da INTERNET, foi com os avanços desta que importantes orgãos de educação (Ministério da Educação e instituições particulares) deram a EAD uma atenção maior.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

PALESTINA-ONU-EEUU-IGREJA

Quero lhes convidar a pensar sobre a questão atual do Estado Palestino fazer parte das Nações Unidas. No dia 31/10/2011 a UNESCO concedeu ao Estado Palestino o direito de ser membro do órgão, o que pode auxiliar à ONU a também fazê-lo. O que levou o governo dos EEUU imediatamente a retirar o apoio de 60 milhões de dólares para sustento dos trabalhos assistenciais do órgão humanitário.
Enquanto o governo dos EEUU alimenta o ódio dos palestinos ao ocidente. 4 grandes denominações cristãs daquele país se pronunciaram em solidariedade ao povo palestino dizendo que o Estado Palestino merece um lugar junto a ONU e que os cristãos, devem lembrar que os profetas na Bíblia eram vozes críticas contra os erros dos seus líderes. Por isso estas igrejas não concordam com o seu governo intolerante e alçam a voz a favor dessa nação sem território.
Assim como os cristãos falam contra os governos ateístas comunistas e fundamentalistas islâmicos, também os imperialistas capitalistas precisam ser denunciados por prejudicar a libertação pregada pelo Evangelho. Cristãos, divulguem, debatam sobre isso, façam a Igreja cristã ser ouvida como quem luta contra a injustiça do homem pecador e que busca trazer soluções reais e imediatas para o seu próximo.
video